22 janeiro 2009

Natal de novo...

Natal é um cidade em crescimento. Pode-se observar um grande número de arranha-céus sendo construídos pela cidade, especialmente na parte mais alta da cidade. Segundo conversas que tive por lá, muitos empresários estrangeiros, especialmente europeus, estão investindo seus euros na capital potiguar. E me pareceu que essa expansão está sendo feita de forma ordenada. Na orla, os prédios tem um limite de altura razoável, não atrapalham a bela visão que se deve ter do oceano.

Em muitos aspectos, Natal ainda guarda um ar de cidade pequena. Vê-se muitas famílias nas varandas das casas, conversando, tomando 'uma fresca' e olhando as crianças brincarem nas ruas. As pessoas parecem felizes e recebem com a simpatia característica das cidades nordestinas. Há muita pobreza e violência sim, pelo que me foi dito, mas isso não é tão latente, como nas cidades turísticas do nosso Sudeste e em algumas cidades do próprio Nordeste.

O hotel que ficamos em Ponta Negra é uma delícia. Chama-se Manary Praia Hotel (www.manary.com.br), indicação dos amigos Haroldo e Priscilla. Pequeno, com apenas 24 apartamentos, traz nos detalhes sua grande atração. Seja no atendimento ou na decoração, tudo é feito para que os hóspedes se sintam em casa. Destaque especial para o restaurante, também aberto para o público, que tem um cardápio excelente, num ambiente extremamente acolhedor. Comemos muito e bem!

video

Uma das atrações do hotel é esse ciclista movido pelo vento. Ele pedala 24 horas, incansavelmente. Clique para assistir, é rapidinho.

Praticamente, ficamos apenas no hotel e na praia em frente, pois já conhecíamos os principais pontos turísticos e queríamos mesmo ficar mais quietos. O Marcelo adora nadar no mar e ele pôde 'tirar a barriga da miséria'. Saímos apenas algumas vezes para dar umas voltas e rever alguns pontos da cidade.


A vista do hotel.

Estivemos também, num final de tarde, em Pipa, praia que fica a 80 km de Natal. É um lugar transado, com lojas bacanas, bem decoradas e gente descolada andando pelas ruas. É o ponto "Búzios" do pedaço. Recomendados por Haroldo e Priscilla novamente, fomos jantar na Pousada Toca da Coruja.

Um espetáculo à parte. Em uma área de 25 mil metros quadrados, a pousada tem cerca de 30 bangalôs espalhados em meio a uma mata fantástica, preservada. Tudo de muito bom gosto. Principalmente a comida.... O restaurante é maravilhoso. Certamente, uma das melhores refeições que já tive na vida. Não só pelo peixe que saboreamos, mas pela gentileza do tratamento, o ambiente, etc... Uma sensação para se guardar.

Aliás, como toda a viagem. Descansamos, aproveitamos, conhecemos gente bacana. Não precisa de mais...

2 comentários:

  1. Caro Golden,o melhor mesmo é descansar, de quebra vivenciar o ambiente e cultura locais, comer bem...Adoramos saber que você, Adriana e Marcelo se deram bem, aproveitaram e registraram os momentos em família no RN, afinal a responsabilidade é grande quando indicamos um lugar para quem tem parâmetros de qualidade.
    Abs,Haroldo

    ResponderExcluir
  2. Adriano, fiquei muito feliz ao ler este post, desde aquele telefonema de Pipa, estava na expectativa de saber as impressões gerais. Em nosso próximo encontro quero ver as fotos na íntegra, rsrsrsrs Não terão como esconder nada, rsrsrsrs
    Vocês merecem tudo de bom e o Marcelo poder usufruir da praia, fiquei imaginando a alegria dele, deve ter sido emocionante! Contem sempre com a gente, esperamos poder repetir este passeio ao lado de vocês! Grande abraço!

    ResponderExcluir